Madeira Pride 2019

Donativos (de qualquer quantia) podem também ser feitos para PayPal.me/madeirapridefund

De ano para ano, crescemos e vamos continuar a crescer!
Fizemos história e queremos continuar o caminho!
Tirámos as ilhas do armário e para lá não queremos voltar!
Mas precisamos do teu apoio e ajuda!

Há três anos, um conjunto de associações promotoras dos Direitos Humanos, na Madeira e no Porto Santo, uniram-se para quebrar um ciclo histórico e cultural de preconceito, com estereótipos enraizados e discriminação social, política e institucional.

A 7 de outubo de 2017, a comunidade lésbica, gay, bissexual, trans e intersexo saiu do armário e, nas ruas do Funchal, mais de 300 pessoas ecoaram as suas vozes contra a homofobia, bifobia e transfobia na 1.ª Marcha do Orgulho LGBTI+ da Madeira, reivindicando os seus direitos e escancarando a sociedade ainda conservadora na Região Autónoma da Madeira. E, pela primeira vez, celebrou-se o Orgulho num espaço público, no Arraial Madeira Pride.

Em dois anos de Orgulho LGBTI+ nas ruas da cidade do Funchal, conquistámos muitos sonhos que valem a pena relembrar:
- reunimos associações que trabalham Direitos Humanos à mesma mesa, a fim de se incluírem também os direitos LGBTI+;
- trouxemos projetos científicos nas áreas da sexualidade e género à região, uma oportunidade para o debate e para a reflexão sobre as vidas LGBTI+;
- impulsionámos a criação de núcleos regionais da Opus Gay e da AMPLOS - Associação de Mães e Pais pela Liberdade de Orientação Sexual e Identidade de Género;
- encorajámos mais de 300 pessoas a sair à rua na 1.ª Marcha do Orgulho LGBTI+ da Madeira, e mais de 500 pessoas na 2.ª Marcha;
- proporcionámos um palco para valorizar artistas LGBTI+ e apoiantes;
- trouxemos a arte do transformismo para a visibilidade, com o Arraial e com o Drag for Pay, este último um evento de angariação de fundos com espetáculos de transformismo;
- trouxemos artistas queer nacionais para a região;
- foi aprovado um voto de saudação à Comissão Organizadora do Madeira Pride na Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira;
- a realização do Madeira Pride abriu portas para o segmento LGBTI+ no turismo e no comércio;
- conseguimos formar uma sociedade mais segura e inclusiva, num meio onde o coming out possa ser mais fácil.

Realmente, tudo isto foi possível devido às sinergias criadas, mas não teria acontecido sem a Câmara Municipal do Funchal que, desde o primeiro momento, apoiou o evento a nível logístico e financeiro.

Este ano e nos anos seguintes, pretendemos chegar ainda mais longe mas as dificuldades em manter as atividades do Madeira Pride são reais:
- em 2017, o financiamento foi disponibilizado já bem perto da data do evento, o que atrasou o pagamento a fornecedores e pôs em causa a realização do Arraial;
- também no primeiro ano, devido à falta do financiamento, as associações e pessoas integrantes na Comissão Organizadora do Madeira Pride, tiveram que avançar com o seu próprio dinheiro para assegurar a realização do Arraial;
- em 2018, apesar dos esforços para angariar fundos através de eventos e de venda de merchandising, houve um prejuízo nas contas do Madeira Pride, prejuízo que as pessoas da Comissão Organizadora tiveram que assegurar;
- este ano, já realizámos um evento de angariação de fundos, mas os fundos que atualmente temos disponíveis não asseguram a realização da terceira edição do Madeira Pride;
- foi formado um bloco insular na Marcha do Orgulho LGBTI+ de Lisboa, marco histórico, muito elogiado e que tirou as ilhas do armário, mas com recursos financeiros dxs próprixs voluntárixs do Madeira Pride;
- devido ao preconceito e ao medo, o Madeira Pride ainda não é um evento apelativo para as marcas e empresas madeirenses patrocinarem.

Apesar das dificuldades, o Madeira Pride passou a ser um momento de referência para as pessoas LGBTI+ mas também para todas aquelas que acreditam numa sociedade madeirense e portossantense inclusiva e igual em direitos. Queremos que o Madeira Pride continue a ir de encontro às necessidades e reivindicações da comunidade local e que seja uma oportunidade para quebrar os preconceitos e estereótipos e, sobretudo, a invisibilidade, o isolamento e a insularidade.

Queremos um evento cada vez maior, melhor e mais representativo da nossa comunidade local e do Orgulho LGBTI+ a um nível nacional e internacional. O Madeira Pride é a oportunidade para quebrar as insularidades, de criar pontes associativas e ativistas entre a região e o continente e de aproximar as comunidades LGBTI+ insulares e continentais.

Por outro lado, queremos ver reconhecido valor económico no Madeira Pride, que impulsiona o comércio local e pretende também chamar as marcas e empresas para a sua responsabilidade social, que numa região insular, é ainda mais crucial que estas se expressem contra a homofobia, bifobia e transfobia, e abracem a inclusão.

Por isso, se és madeirense ou portossantense, damos-te a oportunidade de te envolver e apoiar a tua comunidade LGBTI+ local. Faz a tua doação para que este espaço seguro, de reivindicação e celebração, que é o Madeira Pride, continue a acontecer e a trazer mais pessoas com Orgulho para as ruas.

Junta-te a nós nesta celebração e, connosco, faz acontecer a edição deste ano do Madeira Pride. Acredita: o teu gesto faz diferença, doa agora um valor à tua escolha e ajuda a Madeira a recuperar os anos perdidos e a pôr a região na vanguarda dos direitos LGBTI!

Temos uma uma noite para 2 pessoas com jantar incluído na  Estalagem Corte do Norte na Ponta Delgada para sortear às doações acima de 10 euros, bem como 2 livros "Origami" da escritora Valentina Ferreira e 1 voucher no valor de 45€ para uma formação à escolha na EnConta-me: Oficina de Escrita!

[ENGLISH]

Donations (of any amount) can also be made to PayPal.me/madeirapridefund

From year to year, we grow and we will continue to grow!
We made history and we want to continue the way!
We took the islands from the closet and we don't want to go back there!
But we need your support and help!

Three years ago, a group of human rights associations in Madeira and Porto Santo came together to break a historical and cultural cycle of prejudice, with rooted stereotypes and social, political and institutional discrimination.

On October 7, 2017, the lesbian, gay, bisexual, trans and intersex community came out of the closet, and on the streets of Funchal more than 300 people echoed their voices against homophobia, biphobia and transphobia at the 1st Pride March LGBTI + from Madeira, claiming their rights and throwing open the still conservative society in the Autonomous Region of Madeira. And for the first time, Pride was celebrated in a public space at Arraial Madeira Pride.

In two years of LGBTI + Pride in the streets of Funchal, we have achieved many dreams worth remembering:
- We bring together human rights associations at the same table to include LGBTI + rights as well;
- We have brought scientific projects on sexuality and gender to the region, an opportunity for debate and reflection on LGBTI+ lives;
- boosted the creation of a regional nucleus of Opus Gay and AMPLOS - Association of Mothers and Parents for Freedom of Sexual Orientation and Gender Identity;
- We encouraged over 300 people to take to the street at Madeira's 1st LGBTI+ Pride March, and over 500 people at the 2nd March;
- we have provided a stage for valuing LGBTI+ artists and supporters;
- we brought the art of transformism to visibility, with Arraial and Drag for Pay, the latter a fundraising event with transformational shows;
- We brought national queer artists to the region;
- the Legislative Assembly of the Autonomous Region of Madeira sent us a vote of greeting by unanimous voting;
- the realization of Madeira Pride opened doors for the LGBTI+ segment in tourism and commerce;
- We have managed to form a safer and more inclusive society, where coming out can be easier.

Indeed, all of this was possible due to the synergies created, but it would not have happened without the Funchal City Council, which, from the first moment, supported the event logistically and financially.

This year and beyond, we intend to go even further but the difficulties in maintaining Madeira Pride's activities are real:
- In 2017, the funding was made available very close to the date of the event, which delayed the payment to suppliers and jeopardized the holding of the Arraial;
- Also in the first year, due to the lack of funding, the associations and members of the Madeira Pride Organizing Committee, had to advance with their own money to ensure the realization of the Arraial;
- in 2018, despite efforts to raise funds through events and merchandising sales, there was a loss in the Madeira Pride accounts, a loss that the people of the Organizing Committee had to insure;
- This year we have already held a fundraising event, but the funds we currently have available do not guarantee the third edition of Madeira Pride;
- An island block was formed at the LGBTI + Pride March in Lisbon, a landmark, much praised, but with their financial resources from Madeira Pride;
- Due to prejudice and fear, Madeira Pride is not yet an appealing event for Madeiran brands and companies to sponsor.

Despite the difficulties, Madeira Pride has become a point of reference for LGBTI + people but also for all those who believe in an inclusive Madeira. We want Madeira Pride to continue to meet the needs and demands of the local community and to be an opportunity to break prejudice and stereotypes and, above all, invisibility, isolation and insularity.

We want a bigger, better and more representative event from our local community and LGBTI+ Pride on a national and international level. Madeira Pride is the opportunity to break insularities, to create associative and activist bridges between the region and the continent, and to bring the island and continental LGBTI+ communities closer together.

On the other hand, we want to see recognized economic value in Madeira Pride, which boosts local commerce and also wants to call brands and companies to their social responsibility, which in an island region, is even more crucial for them to express themselves against homophobia, biphobia. and transphobia, and embrace inclusion.

To make Madeira Pride possible, make your donation so that this safe space of claim and celebration, which is Madeira Pride, will continue to happen and bring more Proud people to the streets.

Join us in this celebration and with us make this year's edition of Madeira Pride happen. Believe us: your gesture makes a difference, now gives value to your choice and helps Madeira to recover its lost years and put the region at the forefront of LGBTI rights!

We have one night for 2 people with dinner included at Estalagem Corte do Norte in Ponta Delgada to raffle donations over 10 euros, as well as 2 "Origami" books by writer Valentina Ferreira and 1 voucher worth 45€ for training at choose from Enconta-me: Writing Workshop!

Donations (0)

  • M Canha 
    • €5 
    • 2 d
  • Anonymous 
    • €20 
    • 7 d
  • Familia Madias-Farinha 
    • €500 
    • 7 d
  • AMOR HUMANO 
    • €330 
    • 7 d
  • Anny Da Freitas 
    • €20 
    • 7 d

Organizer 

Comissão Organizadora do Madeira Pride 
Organizer
Madeira, Portugal
  • #1 fundraising platform

    People have raised more money on GoFundMe than anywhere else. Learn more

  • GoFundMe Guarantee

    In the rare case that something isn’t right, we will refund your donation. Learn more

  • Expert advice, 24/7

    Contact us with your questions and we’ll answer, day or night. Learn more